A realidade da educação no Brasil.

Recebi este texto de um colega pelo whatsApp…

Leiam o relato de uma Professora de Matemática:

Semana passada, comprei um produto que custou R$ 15,80. Dei à balconista R$ 20,00 e peguei na minha bolsa 80 centavos,
para evitar receber ainda mais moedas.
A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer.
Tentei explicar que ela tinha que me dar 5,00 reais de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la.
Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar e ela aparentemente continuava sem entender.
Por que estou contando isso?
Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi assim:

1. Ensino de matemática em 1950:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda.
Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda ou R$ 80,00. Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1980:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( )R$ 20,00 ( )R$ 40,00 ( )R$ 60,00 ( )R$ 80,00 ( )R$ 100,00

5. Ensino de matemática em 2000:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
O lucro é de R$ 20,00.
Está certo?
( )SIM ( ) NÃO

6. Ensino de matemática em 2009:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Se você souber ler, coloque um X no R$ 20,00.
( )R$ 20,00 ( )R$ 40,00 ( )R$ 60,00 ( )R$ 80,00 ( )R$ 100,00

7. Em 2010 ….:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Se você souber ler, coloque um X no R$ 20,00.
(Se você é afro descendente, especial, indígena ou de qualquer outra minoria social não precisa responder pois é proibido reprová-los).
( )R$ 20,00 ( )R$ 40,00 ( )R$ 60,00 ( )R$ 80,00 ( )R$ 100,00

E se um moleque resolver pichar a sala de aula e a professora fizer com que ele pinte a sala novamente,
os pais ficam enfurecidos pois a professora provocou traumas na criança.
Também jamais levante a voz com um aluno, pois isso representa voltar ao passado repressor (Ou pior: O aprendiz de meliante pode estar armado)

-Essa pergunta foi vencedora em um congresso sobre vida sustentável:
Todo mundo está ‘pensando’ em deixar um planeta melhor para nossos filhos…
Qdo é que se ‘pensará’ em deixar filhos melhores para o nosso planeta?”

Se um banco falir eu perco meu dinheiro?

Muitos me perguntam:

Se um banco falir eu perco meu dinheiro depositado na poupança ou no CDB?

Depende… O FGC (Fundo Garantidor de Crédito) garante um determinado valor (atualmente 70 mil) por titular e por instituição. Se você possui investimentos superiores a 70 mil em uma única instituição financeira, o valor excedente a essa quantia poderá ser perdido em caso de falência… Até 70 mil por instituição é garantido.

Aplicativo que permite resolver contas com a câmera do celular.

matematica-celular

O PhotoMath resolve passo a passo as questões e apesar de – segundo seu criador – ter sido criado para ajudar no estudo da matemática, pode vir a ser um problema a mais no estudo e mais um instrumento de cola para os alunos.

A morte dos shoppings centers.

shopping3

shopping2

Uma série de fotos publicadas pelo fotógrafo Seph Lawless mostra a decadência dos shopping centers americanos… Vítimas da concorrência direta e indireta – e de fatores econômicos – as grandes construções abandonadas são a prova viva (ou morta) de que a elasticidade do consumo tem limites.

Como calcular juros com a HP12C.

O departamento financeiro das empresas tem diversas responsabilidades, entre elas identificar as melhores taxas e opções para contrair um empréstimo ou aplicar as reservas. Neste post vou demonstrar como é fácil realizar cálculos envolvendo taxas de juros utilizando a calculadora financeira HP12C.

Vamos colocar a mão na massa:

Em primeiro lugar vamos acessar o emulador da calculadora em: http://www.hp12c.rg10.net/

Exercício: A empresa XYZ pretende depositar 5500 Reais por 4 meses a uma taxa de 0,7 % ao mês em um regime de juros compostos. Qual será o montante ao final do período?

Poderíamos resolver com a fórmula dos juros compostos: M= C . (1+i)^n (a mão, com excel ou outra planilha de calculo).

Mas como nosso foco hoje é a calculadora hp12c, vamos ao calculo… Veja como é fácil: Alimente a calculadora com o valor 5500 depois click em “PV” (valor presente), agora vamos informar a taxa 0,7 e click em “i”, agora é a vez do período 4 e click em “n”… Agora basta clicar em “FV” (valor futuro) para saber o montante.

Nesse ponto a resposta correta já deve estar em sua tela -5.655,62

Repare que o valor está negativo por ser (parecer) uma operação de saída de caixa. Para tornar o valor positivo é só clicar em “CHS” e para saber o juros é só informar o capital 5500 e clicar no sinal de subtração.

Muito simples, não é?

Inflação oficial com a maior taxa desde 2003.

consultor

Com a alta nos alimentos, a inflação oficial em março vai para 0,92%, o maior índice desde março de 2003 quando ficou em 0,97%.

Fonte: Estadão.

“IPCA registrou em março a maior taxa em 11 anos, informou o IBGE; em 12 meses, alta é de 6,15%

SÃO PAULO – A inflação oficial do País acelerou em março. No mês passado, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avançou 0,92%, porcentual acima da taxa de 0,69% registrada no mês de fevereiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esta é a maior taxa referente a março desde 2003, quando o IPCA atingiu 1,23%. A inflação também registrou em março a maior taxa desde abril de 2003, ressaltou a coordenadora de Índices de Preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos. A variação de março repetiu o resultado verificado em dezembro de 2013 (também de 0,92%) e foi a maior variação verificada desde abril de 2003, quando a taxa ficou em 0,97%.

O resultado ficou perto do teto do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pela Agência Estado, que iam de 0,78% a 0,93%, com mediana de 0,85%.

No ano, o IPCA acumulou uma alta de 2,18%. Como resultado, a taxa acumulada em 12 meses acelerou de 5,68% em fevereiro para 6,15% em março, aproximando-se mais do teto da meta estipulada pelo governo, de 6,5%. O indicador em 12 meses atingiu o maior patamar desde julho do ano passado, quando estava em 6,27%.

Alimentos. O salto nos preços dos alimentos foi responsável por mais da metade da taxa do IPCA em março. O grupo Alimentação e Bebidas registrou um aumento de 1,92%, o equivalente a uma contribuição de 0,47 ponto porcentual ou 51% da variação de 0,92% do IPCA no mês…”