Telemarketing ou televendas – ninguém aguenta mais.

televendas

(01/01/2017 – Obs: Venho recebendo centenas de ligações para meu celular de números com DDD 081… Procurando por determinada pessoa que não conheço… E mesmo depois de serem avisados que não sou essa pessoa e que nunca ouvi falar na mesma. As ligações continuam… Depois de muito sofrimento consegui descobrir que se trata de uma empresa de cobrança… Mas por que continuam ligando insistentemente – mesmo depois de saber que o telefone não pertence aquela determinada pessoa que procuram? Será que recebem por contato realizado?)

Ligações contínuas e inconvenientes… O telefone toca, você tenta atender e a ligação não é completada… Por dias, semanas… A grande realidade é que ninguém aguenta mais o telemarketing ativo. Alias, este tipo de ação de comunicação não deveria ser chamado de telemarketing e sim televendas. Pois o marketing é oposto às vendas, no sentido em que se tenho o marketing e suas variáveis controláveis (produto, preço, promoção e praça) alinhados o produto vende – praticamente – sozinho, sem a necessidade de um grande e inútil esforço de vendas.

Não sou contra as operadoras de televendas e sim contra o estratégico dessas empresas, que não veem que estão é “queimando o filme” dos bancos, empresas de telefonia (como se isso fosse possível) e demais empresas que usam este tipo de serviço. Tem que haver mais marketing e menos venda. As empresas devem criar atratividade e oferecer um serviço realmente eficaz de televendas passivo. O cliente já interessado liga e é prontamente atendido por uma pessoa que realmente conhece o assunto. Mas o que vemos é justamente o oposto, eles ligam insistentemente para você, são incômodos e inoportunos… Mas quando você está realmente interessado em algum plano ou promoção e liga o atendimento é péssimo.

E o que podemos fazer diante disso tudo… O que me deixa mais chocado é pensar que se existe o serviço de televendas ativo é porque o mesmo da lucro… Mesmo “queimando o filme” das empresas da lucro… Ou seja, existem ainda pessoas que compram algo, fecham planos a partir desse serviço incômodo e sem noção… Pois ligam enquanto você dirige, dorme, trabalha… E sem permissão para isso… Para cada vinte ligações, muitas vezes, apenas uma é completada (as outras caem quando você atende)… E ainda existem pessoas que compram… Existem campanhas nas quais quem liga para você é um robô… E ainda existem pessoas que compram… As próprias operadoras de televendas ficariam muito mais confortáveis em um serviço de atendimento passivo… E ainda existem pessoas que compram…

Para finalizar, gostaria de falar que o serviço é televendas (o departamento pode até ser chamado de telemarketing) e que a efetividade do televendas ativo é cada dia menor… Só vejo futuro em casos extremamente customizados, como a sua gerente pessoal ligando diretamente para você ou como resposta a uma solicitação ou permissão sua, ou mesmo uma empresa fornecedora ligando para uma loja de varejo, por exemplo. Enquanto isso, o telemarketing passivo (que é tão mal trabalhado pelas empresas) tem sim um futuro promissor (inclusive utilizando novas tecnologias).

Televendas ativo para pessoas físicas, não atendo, não compro e quero – dentro das possibilidades – distância das empresas que utilizam este serviço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *